Cidade das Cachoeiras

1

Category : Diário

19/07/2010 – Chegamos em Presidente Figueiredo extremamente cansados, nesse trecho eu estava na companhia de Kaio, que também havia me hospedado em sua casa por uns dias, decidimos ir direto para a rodoviária para nos alimentar, precisávamos urgente repor nossas energias, foi com uma bela sopa e pães que fizemos nosso jantar, devido ao seu rico valor nutricional e de hidratação. Após a refeição Kaio teve que retornar a Manaus, agradeci por toda ajuda que havia me dado e companhia, nos despedimos, a essa altura já estou me acostumando com as despedidas, mas de cada pessoa aprendo muito e deixo uma sementinha na alma que me lembra sempre de cada um que conheço.

Após a rodoviária fui ligar para o Herman, proprietário da Pousada Nossa Casa e que havia me convidado para ficar hospedado por lá, é muito bom quando isso acontece, pois torna os momentos ainda mais especiais. Lá eu encontrei um ambiente bem familiar e acolhedor, o Herman administra a pousada junto com sua esposa Fabiane e as pequeninas Agnes e Maitê.

Presidente Figueiredo é praticamente um refúgio de Manaus, e também o encontro com a Amazônia. Conhecida como cidade das cachoeiras, possui diversas opções de trilhas e lugares para conhecer. Através do próprio Herman, também guia turístico da região, foi possível conhecer a belíssima cachoeira quatro elementos, Santuário, Natal e participar da criação de mais uma rota de bóia cross seguido da flutuação no rio Urubuí com a Acquaventure. Uma experiência fantástica que vivi no Amazônas, foi somente através neste lugar mágico que pude sentir de fato o peso da gigante floresta. Para você que vai para lá recomendo ainda conhecer a lagoa azul, infelizmente não consegui chegar até ela, mas através das fotos que vi, é um lugar encantador, como também a cachoeira de Maruaga e Neblina.

Em êxtase por tudo que já havia vivido, Herman ainda havia me contato que era possível fazer uma escalada em Árvore na região através de um amigo que tem uma empresa chamada Amazon Tree Climbing, mas eu estava de partida e não teria condições de fazer tal aventura, era o que eu pensava, no mesmo dia, final de tarde Eduardo, um dos donos da empresa, estava lá na pousada com duas senhoras que iriam fazer a escalada no dia seguinte, ele ficou sabendo da minha história e me convidou para se juntar ao grupo, eu nem acreditava, fiquei em estado de choque, afinal de contas, eu iria subir uma árvore de 45m de altura, reviver momentos de infância, onde subia amendoeiras, cajueiros e diversas outras árvores. Todo esse momento acabou originando o vídeo abaixo.

Foram 7 dias de contato com a natureza, momentos incríveis que vivi, acompanhado de ótimas pessoas. Presidente Figueiredo é um lugar para todos os bolsos, tem camping, pousadas de diversos valores, necessita apenas de uma pequena pesquisa, restaurantes diversos e acessíveis. Para fazer as trilhas é recomendado ir com guia, procura o Herman que não irá se arrepender, eu assino embaixo, rs.

Na Estrada #1

4

Category : Diário

Caros seguidores, o site entrará em pausa agora pelos próximos 10 dias. Nesta segunda-feira, dia 19 de julho, sigo em direção a Boa Vista. Serão aproximadamente 740km pedalando pela Floresta Amazônica com transição para o cerrado nas proximidades do estado de Roraima.


Teatro Amazonas

Saindo de Manaus farei uma parada em Presidente Figueiredo para conhecer as famosas cachoeiras e trilhas da região, a Pousada Nossa Casa irá me receber por lá. Após esses dias sigo em direção ao portão de entrada da reserva Waimiri-Atroari, onde é proibida a circulação pela noite. O terceiro dia inteiro será cruzando toda a reserva, por volta de 126km, dentro dela tem a divisa do estado do Amazonas e Roraima, a parada será em Jundiá. No quarto dia cruzarei a linha do equador, entrando no hemisfério norte pela primeira vez, tentarei chegar até Rorainópolis, uma pedalada puxada de 160km. Quinto dia tentarei chegar o mais próximo da cidade de Caracaraí uma distância de aproximados 155km. Sexto dia pararei em Mucajaí e a depender da animação posso esticar para Boa Vista, mas pretendo fazer esse roteiro em 7 dias para não forçar demais.

Dessa vez a preparação está bem maior no quesito alimento, me preparei bastante e carrego um pouco mais de peso por conta disso, nada que atrapalhe demais. O meu único medo é que minha suspensão não agüente a viagem, ela está com problemas e é a maior preocupação.

Aguarde que em breve terá atualizações com os relatos de Belém, com as trilhas que fiz no Pará com o pessoal da EART e loja Top Bike Belém, tem também a viagem e os dias que passei em Santarém, Alter do Chão e Belterra, Manaus e esta viagem pela Amazônia.